WhatsApp

WhatsApp

Facebook
WiFi

Data da avaliação: 8 de Setembro de 2021

|
A Mozilla investigou por 8 horas
|

Opinião da Mozilla

|
Votos das pessoas: Assustador demais

O WhatsApp é um dos aplicativos de mensagens mais populares do mundo, com cerca de 2 bilhões (sim, bilhões) de usuários em todo o mundo. O aplicativo é criptografado por padrão com criptografia de ponta a ponta para mensagens e chamadas, o que é bom para sua privacidade. Também pertence ao Facebook, o que significa que o Facebook pode acessar alguns dados que o WhatsApp coleta sobre você para fins específicos, o que pode ser ruim para sua privacidade. Com relação a vídeo, o WhatsApp possibilita chamadas individuais e chamadas em grupo com até oito pessoas. Apenas tome cuidado, o WhatsApp teve um problema de desinformação bem conhecido, e a desinformação fede.

O que pode acontecer se algo der errado?

O WhatsApp, de propriedade do Facebook, causou muita confusão no início de 2021, quando reclamou dos rótulos de privacidade da loja de aplicativos da Apple que mostram todos os dados que um aplicativo vincula a você. Não parecia bom para o WhatsApp, especialmente quando a Apple publicou as mesmas informações para o aplicativo iMessage. Em seguida, o WhatsApp atualizou sua política de privacidade de uma forma que assustou as pessoas, justificadamente ou não, o que causou uma enorme evasão de usuários do WhatsApp para aplicativos como Telegram e Signal. E então a Irlanda aplicou uma multa recorde de US$266 milhões ao WhatsApp por uma suposta falta de transparência com relação ao compartilhamento de dados com o Facebook. Então, qual é o lance? O WhatsApp é ruim para a privacidade? Do ponto de vista técnico, não, na verdade não. O WhatsApp usa criptografia de ponta a ponta superforte para todos os textos, bate-papos e chamadas de vídeo. Isso é ótimo! O WhatsApp não consegue ler suas mensagens ou ver suas chamadas. O outro lado disso é o Facebook – uma empresa famosa por sua vasta e eticamente questionável coleta de tantos dados – é dono do WhatsApp. Isso significa que muitos metadados, como histórico de compras, localização, ID do dispositivo e muito mais, podem ser capturados e compartilhados com empresas que anunciam no WhatsApp. As pessoas que procuram um verdadeiro aplicativo de mensagens centrado na privacidade podem encontrar melhores opções, como Signal e Threema. Deixando as mensagens de lado, vale a pena considerar o papel do WhatsApp na disseminação de informações enganosas. Em 2020, o WhatsApp se tornou uma fonte tão importante de desinformação sobre o coronavírus que líderes mundiais chamaram a atenção do aplicativo. O WhatsApp tomou medidas para tentar impedir a inundação de desinformações quando começou a limitar o número de vezes que as pessoas podiam transmitir conteúdo frequentemente encaminhado para cinco bate-papos ao mesmo tempo. A desinformação é um problema nos dias de hoje, que todos devem estar cientes e fazer o seu melhor para não piorar.

mobile Privacidade aviso Segurança Inteligência artificial

Pode me bisbilhotar? informações

Câmera

Dispositivo: Não aplicável

Aplicativo: Sim

Microfone

Dispositivo: Não aplicável

Aplicativo: Sim

Rastreia localização

Dispositivo: Não aplicável

Aplicativo: Sim

O que pode ser usado para se inscrever?

Que dados a empresa coleta?

Como a empresa usa esses dados?

Há uma cadeia complexa de como os dados se movem entre o WhatsApp e o Facebook Inc., e depois para inúmeros terceiros. Se você usa o WhatsApp para se comunicar com empresas, o aplicativo de mensagens de propriedade do Facebook pode compartilhar os dados de perfil de um usuário com o Facebook. A política afirma: "Trabalhamos com prestadores de serviços terceirizados e outras empresas do Facebook para nos ajudar a operar, fornecer, melhorar, entender, personalizar, oferecer apoio e comercializar nossos Serviços". Essas informações podem ser usadas pelo Facebook e seus outros produtos para fazer sugestões para você, personalizar recursos e conteúdo, ajudar você a concluir compras e transações e mostrar ofertas e anúncios relevantes nos produtos da empresa do Facebook. O Facebook afirma não vender seus dados, mas compartilha dados com vários terceiros, como parceiros que usam seus serviços de análise, anunciantes, parceiros de medição, parceiros que oferecem bens e serviços em produtos do Facebook, fornecedores e prestadores de serviços, pesquisadores e acadêmicos, autoridades policiais, solicitações jurídicas.

Como você pode controlar seus dados?

A única maneira de excluir dados pessoais mencionada na política do WhatsApp é excluir a conta inteira. Excluir sua conta exclui suas informações de conta e foto de perfil, exclui você de todos os grupos do WhatsApp e exclui seu histórico de mensagens do WhatsApp. Pode levar até 90 dias para excluir os dados. Cópias de suas informações também podem permanecer após os 90 dias no armazenamento de backup, "para recuperar em caso de desastre, erro de software ou outro evento de perda de dados".

Qual é o histórico conhecido da empresa na proteção de dados dos usuários?

Precisa de melhorias

Em maio de 2019, o WhatsApp anunciou uma violação de segurança associada a uma autoridade de vigilância. Não divulgou quantos usuários foram afetados. Em 2017, os cofundadores do WhatsApp deixaram a empresa, um deles, Brian Acton, dizendo: "Vendi a privacidade dos meus usuários para ter um lucro maior, fiz uma escolha e uma concessão. E eu vivo com isso todos os dias".

Este produto pode ser usado offline?

Não aplicável

Informações de privacidade fáceis de entender?

Não

Em maio de 2021, o WhatsApp se viu no centro da controvérsia em relação à sua política de privacidade. A principal mudança foi em relação ao compartilhamento de dados, incluindo conteúdo de comunicação com empresas, com o maior Grupo do Facebook. Muitos usuários preocupados com a privacidade achavam que TODOS os seus dados de comunicação seriam compartilhados com o Facebook (o que não é o caso). Mas é difícil culpá-los, já que a política do WhatsApp não é um exemplo de clareza, e seu processo de implementação também não foi suave. O WhatsApp vem bombardeando usuários há meses com mensagens pop-up persistentes para forçá-los a aceitar seus novos termos de uso e política de privacidade. Nós também, como milhões de usuários do WhatsApp, achamos difícil entender exatamente o que essa atualização muda, olhando apenas a política de privacidade e os termos de uso. Assim, consideramos que esses documentos são confusos de propósito. Só que o propósito ainda não está claro.

Links para informações de privacidade

Este produto atende aos nossos padrões mínimos de segurança? informações

Sim

Criptografia

Sim

Todas as mensagens e chamadas são criptografadas de ponta a ponta por padrão. Observe que os metadados não são criptografados e são compartilhados com as empresas do Facebook.

Senha forte

Não aplicável

Não há exigência de senha para entrar em uma chamada. O WhatsApp possibilita que os usuários configurem um bloqueio de impressão digital ou faceID como uma camada extra de segurança, embora isso não esteja ativado por padrão, apenas para iPhones.

Atualizações de segurança

Sim

Gerencia vulnerabilidades

Sim

O Facebook tem um programa de recompensas pela descoberta de bugs para vulnerabilidades de segurança

Política de privacidade

Sim

O produto usa inteligência artificial? informações

Não foi possível determinar

Esta inteligência artificial não é confiável?

Não foi possível determinar

Que tipo de decisões a inteligência artificial faz sobre você ou por você?

A empresa é transparente sobre como funciona a inteligência artificial?

Não foi possível determinar

O usuário tem controle sobre os recursos da inteligência artificial?

Não foi possível determinar


Novidades

WhatsApp tightens message forwarding restrictions to combat coronavirus misinformation
CNBC
Facebook’s WhatsApp has reduced the amount of chats to which users can share frequently forwarded content to just one at a time. The move, which expands on previous curbs, is aimed at stemming the spread of misinformation amid the coronavirus pandemic.
Five Things You Should Know About the WhatsApp Hack
Security Boulevard
The recent WhatsApp™ hack is pretty alarming: all the hackers had to do was drop a missed encrypted WhatsApp call to their target and—boom—spyware was installed. The hack didn’t require the user to do anything—even if the user didn’t pick up the phone the spyware would still be installed. But maybe what’s most important about it is that it shines a light on the myth that security is equal to end-to-end encryption.
WhatsApp Video Calls Will Soon Support 50: This Is Why 8’s The Limit For Your Security
Forbes
WhatsApp users were just given an awesome new feature—the ability to make end-to-end encrypted video calls for groups of up to eight. But it seems that eight is the limit if you want to stay secure, because once you add more people to your video chat, you’ll be redirected to the much less secure and private Facebook Messenger Rooms.
Signal Vs Telegram—3 Things You Need To Know Before You Quit WhatsApp
Forbes
As the self-inflicted WhatsApp backlash continues, millions have turned to Signal and Telegram instead. But how much do you know about these rival messengers? Given the headlines, you’d assume they’re both more secure than WhatsApp, right? Actually, wrong. So, if you’re considering a switch, here are three things you need to know.
WhatsApp launches disappearing photos and video for all your sensitive (and sexy) messages
Mashable
WhatsApp will now let you send private and disappearing photos and videos. So whether it's a steamy sext, something cute you'd like to delete later, or even sensitive content like passwords or financial details sent to someone you trust, WhatsApp is rolling out "View Once" photos and videos that will disappear from the chat after they've been opened.
WhatsApp faces $267M fine for breaching Europe’s GDPR
TechCrunch
It’s been a long time coming but Facebook is finally feeling some heat from Europe’s much trumpeted data protection regime: Ireland’s Data Protection Commission (DPC) has just announced a €225 million (~$267 million) fine for WhatsApp.
Disinformation Spreads on WhatsApp Ahead of Brazilian Election
NY Times
Over the past few months, the 120 million Brazilians who use WhatsApp, the smartphone messaging application that is owned by Facebook, have been deluged with political messages.
WhatsApp clarifies it cannot see your private messages
Mashable
But it does share your metadata with Facebook.
WhatsApp is having another go at explaining its privacy policy to users
The Verge
The company is trying to set the record straight on private messages and what’s changing

Comentários

Tem um comentário a fazer? Nos diga.