Telegram

Telegram

Data da avaliação: 8 de Setembro de 2021

|
A Mozilla investigou por 8 horas
|

Opinião da Mozilla

|
Votos das pessoas: Muito assustador

O Telegram se tornou um dos aplicativos mais baixados do mundo em 2021 e agora tem mais de 500 milhões de usuários ativos. Pulamos a avaliação do Telegram quando a pandemia chegou em 2020 porque não oferecia videochamadas em grupo na época. O Telegram adicionou o recurso de videochamada em grupo em agosto de 2020, então aqui estamos. Com recursos como bate-papos secretos que podem se autodestruir, a capacidade de enviar mensagens para até 200.000 pessoas em um grupo (que absurdo é esse?!) e canais com mensagens unidirecionais, o Telegram se tornou um favorito para pessoas que querem sair do WhatsApp quando mudou sua política de privacidade no início de 2021. Infelizmente, o Telegram também se tornou um favorito para pessoas que compartilham informações erradas, discursos de ódio, pornografia infantil e dados pessoais roubados. Buu! O Telegram gosta de se considerar um dos aplicativos de bate-papo mais privados e seguros que existem. Não temos tanta certeza.

O que pode acontecer se algo der errado?

Temos uma boa e uma má notícia com relação ao Telegram. A boa notícia: as chamadas de vídeo (e chamadas de voz) são criptografadas de ponta a ponta, o que as torna privadas e seguras do início ao fim. Viva! A má notícia: mensagens de texto e arquivos não são criptografados de ponta a ponta por padrão. Isso significa que, a menos que os usuários optem por usar o recurso "bate-papo secreto" do Telegram, que usa criptografia de ponta a ponta, essas informações podem ser vulneráveis a bisbilhoteiros. Para um aplicativo de mensagens que diz que se concentra na segurança, ele pode não ser tão seguro quanto os usuários esperam, a menos que sejam tomadas medidas extras. O Telegram também parece ter um problema com robôs de IA de terceiros. Esses robôs de IA podem fazer coisas legais, como responder a mensagens e agendar lembretes. Também podem fazer algumas coisas terríveis e foram usados e abusados. Como no ano passado, quando um robô de IA criou imagens nuas abusivas de mulheres e meninas. Eca! E pior, os pesquisadores afirmam que o Telegram inicialmente não foi muito receptivo em derrubar esse robô nojento. Duplo eca! Mais más notícias: o Telegram teve alguns hacks e falhas de segurança muito sérios. Em 2019, foi relatado que manifestantes em Hong Kong tiveram seus números de telefone expostos e monitorados pelas autoridades chinesas. E houve uma invasão de correio de voz que supostamente expôs os dados de alguns políticos brasileiros. Em 2020, hackers iranianos supostamente conseguiram passar pela segurança do Telegram para espionar os oponentes. Em suma, parece que bastante coisa pode dar e deu errado no Telegram. Junte isso a exemplos de propagação de discurso de ódio, violência e abuso na plataforma e achamos que há melhores aplicativos focados em privacidade e segurança por aí, como Signal e Threema.

mobile Privacidade aviso Segurança Inteligência artificial

Pode me bisbilhotar? informações

Câmera

Dispositivo: Não aplicável

Aplicativo: Sim

Microfone

Dispositivo: Não aplicável

Aplicativo: Sim

Rastreia localização

Dispositivo: Não aplicável

Aplicativo: Sim

O que pode ser usado para se inscrever?

Que dados a empresa coleta?

Como a empresa usa esses dados?

A empresa alega não vender dados e usar os dados apenas com a finalidade de fornecer o serviço essencial e a experiência do usuário associada.

Como você pode controlar seus dados?

De acordo com o Telegram, os dados pessoais que você fornecer só serão armazenados pelo tempo que for necessário para cumprir suas obrigações em relação à prestação dos Serviços. Excluir sua conta remove todas as mensagens, mídias, contatos e todos os outros dados armazenados na nuvem do Telegram. Esta ação deve ser confirmada por meio da sua conta do Telegram. Qualquer parte pode optar por excluir quaisquer mensagens em chats individuais, enviados e recebidos, para ambos os lados e sem limite de tempo.

Qual é o histórico conhecido da empresa na proteção de dados dos usuários?

Precisa de melhorias

Em abril de 2020, foi relatado que dados pessoais vazados de 42 milhões de usuários, principalmente do Irã, foram descobertos na darknet. Os dados incluíam nomes de usuários e números de telefone, entre outros. Em agosto de 2019, o Telegram estava no centro da controvérsia por expor números de telefone de ativistas de Hong Kong. Uma semana depois, o Telegram concordou em resolver o problema, mas apenas na única região.

Este produto pode ser usado offline?

Não aplicável

O aplicativo pode ser usado offline para acessar arquivos e mensagens já baixados. Para a troca de dados, é necessária uma conexão com a internet.

Informações de privacidade fáceis de entender?

Não

Embora as informações de privacidade possam parecer formuladas em uma linguagem amigável, falta transparência em vários pontos cruciais, como armazenamento de metadados, exclusão de dados e direitos de acesso e detalhes de criptografia, para citar alguns.

Links para informações de privacidade

Este produto atende aos nossos padrões mínimos de segurança? informações

Sim

Criptografia

Sim

Chamadas e videochamadas são criptografadas de ponta a ponta por padrão. Mensagens e arquivos no Telegram não são criptografados de ponta a ponta por padrão, portanto, podem ser decifrados no servidor por qualquer pessoa com as chaves (por exemplo, pelo próprio Telegram). Os usuários do Telegram podem ativar chats criptografados de ponta a ponta que desaparecem automaticamente.

Senha forte

Não aplicável

Em vez disso, é usada uma autorização por SMS. Para chats, uma senha pode ser adicionada como uma camada de segurança extra.

Atualizações de segurança

Sim

O serviço fornece atualizações regularmente.

Gerencia vulnerabilidades

Sim

O Telegram tem uma equipe dedicada que corrigiu algumas das vulnerabilidades de segurança conhecidas no aplicativo, muitas vezes imediatamente.

Política de privacidade

Sim

O produto usa inteligência artificial? informações

Sim

Em outubro de 2020, as autoridades reguladoras de proteção de dados na Itália abriram uma investigação sobre o robô deepfake no Telegram que supostamente criou mais de 100.000 imagens abusivas de mulheres, incluindo menores de idade. O acesso ao robô foi restrito no iOS da Apple. Relatórios dos EUA, Coreia do Sul e Israel também detalharam como o Telegram foi usado para compartilhar imagens abusivas ao longo de 2020. O Telegram nunca comentou publicamente sobre os danos causados pelo robô do Telegram ou sua posição contínua de permitir que ele opere.

Esta inteligência artificial não é confiável?

Não foi possível determinar

Que tipo de decisões a inteligência artificial faz sobre você ou por você?

A empresa é transparente sobre como funciona a inteligência artificial?

Não

O usuário tem controle sobre os recursos da inteligência artificial?

Não foi possível determinar


Novidades

Iranian Hackers Found Way Into Encrypted Apps, Researchers Say
New York Times
Reports reveal that hackers have been secretly gathering intelligence on opponents of the Iranian regime, breaking into cellphones and computers and outsmarting apps like Telegram.
Telegram Bug ‘Exploited’ By Chinese Agencies, Hong Kong Activists Claim
Forbes
A dangerous new technical issue has arisen with group messaging which could be leaking phone numbers. Protesters claim this has already enabled government agencies to identify and target individuals.
Telegram rolls out fix for voicemail hack used against Brazilian politicians
ZDNet
Telegram reacts after hackers have hijacked more than 1,000 accounts in Brazil.
Telegram had some major security vulnerabilities
TechRadar
The bugs were found in a new animated sticker feature
Telegram Still Hasn’t Removed an AI Bot That’s Abusing Women
Wired
A deepfake bot has been generating explicit, non-consensual images on the platform. The researchers who found it say their warnings have been ignored.
Signal Vs Telegram—3 Things You Need To Know Before You Quit WhatsApp
Forbes
As the self-inflicted WhatsApp backlash continues, millions have turned to Signal and Telegram instead. But how much do you know about these rival messengers? Given the headlines, you’d assume they’re both more secure than WhatsApp, right? Actually, wrong. So, if you’re considering a switch, here are three things you need to know.
Scheduled Messages, Reminders, Custom Cloud Themes and More Privacy
Telegram
We believe that all people have a right to express their opinions and communicate privately. To further protect these rights, we‘re expanding Telegram’s arsenal of Privacy Settings today.
WhatsApp, Signal & Co: Billions of Users Vulnerable to Privacy Attacks
University of Würzburg
Researchers from the Technical University of Darmstadt and the University of Würzburg show that popular mobile messengers expose personal data via discovery services that allow users to find contacts based on phone numbers from their address book.

Comentários

Tem um comentário a fazer? Nos diga.