Google Nest Protect

Google Nest Protect

Google
WiFi

Data da avaliação: 9 de Novembro de 2022

|
A Mozilla investigou por 8 horas
|

Opinião da Mozilla

|
Votos das pessoas: Assustador demais

Existe algo pior do que o barulho aleatório de um alarme de fumaça? Você não consegue saber qual alarme está tocando. Você não sabe se é fumaça ou bateria fraca. É tão frustrante. Talvez haja uma opção melhor? Este detector de fumaça e monóxido de carbono diz o que ele está detectando e em que cômodo. Ele até alerta você com uma voz humana amigável, em vez daquele chilrear indutor de ansiedade. Ele se testa sozinho para que você não tenha que se lembrar disso. O melhor de tudo, você pode silenciar esse alarme chato diretamente do seu telefone! Não há necessidade de carregar uma escada pela casa às 3 da manhã.

O que pode acontecer se algo der errado?

"OK, Google". É exatamente isso que pensamos que o Google faz quando se trata de privacidade. Ele é OK, se você considerar o fato de que é uma empresa gigantesca de coleta de dados de publicidade que ganha bilhões de dólares com suas informações pessoais. Mas este é o mundo em que vivemos agora, e há outras empresas de big tech fazendo bem menos do que o Google para proteger e respeitar sua privacidade (estamos falando de você, Meta/Facebook). É realmente lamentável como o nível fica baixo quando se trata de privacidade.

Dito isso, você deve saber que o Google é uma grande empresa de publicidade que precisa de muitos e muitos de seus dados para vender anúncios. Que tipos de dados o Google coleta sobre você? Bom, há as gravações de voz quando você diz: "Ei, Google, quais são os sintomas da última variante do coronavírus?". E embora o Google prometa que suas gravações de voz não serão usadas para lhe enviar anúncios personalizados, ele diz que as transcrições de suas interações de voz com o alto-falante inteligente do Google podem ser. O Google também coleta coisas como sua localização, informações sobre coisas próximas a seus dispositivos, como pontos de acesso wi-fi e dispositivos com bluetooth, pessoas com quem você se comunica, atividades de compra, informações de voz e áudio, suas músicas favoritas no Spotify, coisas que você procura, o que você pergunta ao Google, quando você acende as luzes se tiver iluminação inteligente, quando usa seu aspirador robô e muito mais.

É claro que o Google usa suas informações pessoais para vender aqueles anúncios direcionados e personalizados que você vê em todos os lugares, como no Gmail, no seu aplicativo de paciência favorito, sites parceiros e no YouTube. Sim, os anúncios estão em todos os lugares. No entanto, o Google afirma que não usará coisas como sua orientação sexual, raça e saúde para mostrar-lhe anúncios... e só nos resta acreditar neles. Tenho certeza de que todos nós já vimos anúncios baseados em assuntos privados sobre nós que pareceram bastante assustadores. E o Google diz que não vai usar o conteúdo de seu Google Drive, e-mail ou fotos para personalizar os anúncios. Nós com certeza esperamos que não.

Adoramos o fato de que as pessoas que usam o assistente de voz do Google agora estão automaticamente excluídas da revisão humana de gravações de voz do Google, porque isso foi superassustador. Também nos agradou que o Google esteja comunicando aos usuários como ele coleta e utiliza os dados em sua Central de Segurança. O Google coleta uma tonelada de dados a seu respeito, especialmente se você não dedicar tempo para ajustar suas configurações de privacidade e bloquear a quantidade de informações que ele pode coletar. Você realmente deveria dedicar algum tempo para ajustar essas configurações de privacidade. Apenas tenha em mente que você receberá notificações de que algumas coisas podem não funcionar corretamente se você mudar as configurações. É irritante, mas provavelmente vale a pena para ter um pouco mais de privacidade.

Quanto ao histórico do Google em proteger e respeitar sua privacidade, bem, é complicado. O Google se sai muito bem em termos de segurança ao proteger todos os montes de dados que ele coleta sobre você. Afinal de contas, é o ativo de negócio deles que faz dinheiro. Infelizmente, o Google também tem um histórico manchado de respeito à privacidade, como visto na infinidade de multas e processos judiciais que foram movidos contra ele ao redor do mundo por violação de leis de privacidade e proteções. A Coreia do Sul recentemente multou o Google (e a Meta) em milhões de dólares por violação de privacidade. Assim como a França e a Espanha. E nos EUA, o Google enfrentou uma série de processos e acordos no Texas, Califórnia, DC, Illinois, Arizona, a Comissão Federal de Comércio, entre outros. Tudo isso dificulta bastante acreditar no que uma empresa diz fazer com aquela enorme quantidade de informações pessoais que coleta sobre você.

O que é o pior que pode acontecer? Bom, se você não reservar um tempo para controlar todas as suas configurações de privacidade, é possível que o Google venha a conhecer você muito bem, talvez até demais. Talvez ele o reconheça de todas as vezes que você pediu uma pizza de muçarela simples. Ele sabe que você é solteiro porque quem mais pede uma pizza de muçarela simples? Brincadeira, ele sabe que você é solteiro por causa de todas as reservas para uma pessoa que você fez. Talvez não haja problema de o Google conhecer você tão bem… Talvez seja assustador. (OK, achamos que é bem assustador). O que é ainda mais assustador nos dias de hoje é a possibilidade de que suas buscas no Google e informações de localização, entre outras, possam potencialmente ser usadas para assediar, prender e até mesmo processar pessoas em busca de cuidados de saúde reprodutiva nos Estados Unidos. Isso não só é assustador, como é absolutamente prejudicial.

Dicas para se proteger

  • Acesse os controles de privacidade para ajustar a quantidade de dados coletados
  • Exclua seus dados históricos de tempos em tempos. Você pode fazer isso dizendo: "Ei, Google, apague a atividade desta semana" ou "Ei, Google, isso não era para você" para excluir a última coisa que você disse
  • Desative a publicidade personalizada
  • Leia as dicas de privacidade do Nest: https://support.google.com/googlenest/answer/9247517
  • Ao realizar uma inscrição, não concorde com o rastreamento de seus dados.
  • Não se inscreva com contas de terceiros. É melhor fazer o login somente com e-mail e senha forte.
  • Use uma senha forte! Você pode usar uma ferramenta de controle de senha como 1Password, KeePass etc.
  • Use os controles de privacidade do seu dispositivo para limitar o acesso a seus dados pessoais por meio do app (não dê acesso à sua câmera, microfone, imagens e localização, a não ser que seja necessário)
  • Mantenha seu aplicativo sempre atualizado
  • Limite o rastreamento de anúncios em seu dispositivo (por exemplo, no iPhone, acesse Privacidade -> Publicidade -> Limitar rastreamento de anúncios) e principais redes de anúncios (para o Google, acesse sua conta Google e desative os anúncios personalizados).
  • Solicite que seus dados sejam excluídos quando você parar de usar o aplicativo. A simples exclusão de um aplicativo de seu dispositivo normalmente não apaga seus dados pessoais.
mobile Privacidade aviso Segurança Inteligência artificial

Pode me bisbilhotar? informações

Câmera

Dispositivo: Não

Aplicativo: Sim

Microfone

Dispositivo: Sim

Aplicativo: Sim

Rastreia localização

Dispositivo: Sim

Aplicativo: Sim

O que pode ser usado para se inscrever?

Que dados a empresa coleta?

Como a empresa usa esses dados?

O Google não compartilha dados com terceiros para seus próprios fins publicitários. O Google não vende dados pessoais.

O Google compartilha dados com suas afiliadas e parceiros comerciais: "Fornecemos informações pessoais a nossas afiliadas e outras empresas ou pessoas de confiança para processá-las para nós, com base em nossas instruções e em conformidade com nossa Política de Privacidade e quaisquer outras medidas apropriadas de confidencialidade e segurança. Por exemplo, usamos prestadores de serviços para ajudar a operar nossas centrais de dados, entregar nossos produtos e serviços, melhorar nossos processos comerciais internos e oferecer suporte adicional a clientes e usuários. Também usamos provedores de serviços para ajudar a rever o conteúdo de vídeo do YouTube para segurança pública e analisar e ouvir amostras de áudio de usuário salvas para ajudar a melhorar as tecnologias de reconhecimento de áudio do Google."

Ao mesmo tempo, o Google utiliza os dados coletados em seus próprios serviços. "Utilizamos as informações coletadas para personalizar nossos serviços para você, incluindo recomendações, conteúdo personalizado e resultados de pesquisa personalizados".

O Google pode coletar dados sobre você de fontes públicas e de terceiros. "Em algumas circunstâncias, o Google também coleta informações sobre você de fontes acessíveis ao público. Por exemplo, se seu nome aparecer em seu jornal local, o mecanismo de busca do Google pode indexar esse artigo e exibi-lo para outras pessoas se elas pesquisarem por seu nome. Também podemos coletar informações sobre você de parceiros confiáveis, tais como serviços de diretório que nos fornecem informações comerciais a serem exibidas nos serviços do Google, parceiros de marketing que nos fornecem informações sobre clientes potenciais de nossos serviços comerciais, e parceiros de segurança que nos fornecem informações para nos proteger contra abusos. Também recebemos informações de parceiros de publicidade para fornecer serviços de publicidade e pesquisa em nome deles".

O Google também usa dados pessoais para publicidade personalizada, se um usuário permitir: "Dependendo de suas configurações, podemos também mostrar-lhe anúncios personalizados com base em seus interesses. Por exemplo, se procurar por "mountain bikes", você poderá ver um anúncio de equipamento esportivo quando estiver navegando em um site que mostre anúncios servidos pelo Google. Você pode controlar quais informações usamos para mostrar os anúncios acessando suas configurações de anúncios".

O Google também usa a localização para publicidade. Ele obtém localização de várias fontes: "Os produtos publicitários do Google podem receber ou inferir informações sobre sua localização a partir de uma variedade de fontes. Por exemplo, podemos usar o endereço IP para identificar sua localização geral; podemos receber localização precisa de seu dispositivo móvel; podemos inferir sua localização a partir de suas consultas de pesquisa; e sites ou aplicativos que você usa podem nos enviar informações sobre sua localização. O Google usa informações de localização em seus produtos de anúncios para inferir informações demográficas, para melhorar a relevância dos anúncios que você vê, para medir o desempenho dos anúncios e para apresentar estatísticas agregadas aos anunciantes".

O Google pode combinar informações sobre você a partir de seus outros serviços ou dispositivos. "Podemos combinar as informações que coletamos entre nossos serviços e em todos os seus dispositivos para os propósitos descritos acima. Por exemplo, se você assistir a vídeos de guitarristas no YouTube, você poderá ver um anúncio de aulas de guitarra em um site que utiliza nossos produtos publicitários".

O Google diz que mantém imagens de vídeo, gravações de áudio e leituras de sensores de ambiente doméstico separados da publicidade, e que não usará esses dados para personalização de anúncios.

Como você pode controlar seus dados?

O Google oferece vários controles de privacidade, acessíveis por meio das ferramentas de privacidade do Google. Há várias formas claramente definidas de excluir dados pessoais, incluindo a exclusão de dados do aplicativo Nest ou a exclusão de toda uma Conta Google. Um cronômetro automático pode ser configurado para 3 ou 18 meses. As informações de retenção também estão listadas na Política.

"Quando você exclui dados em sua conta Google, iniciamos imediatamente o processo de removê-los do produto e de nossos sistemas. Primeiro, buscamos removê-los imediatamente da visualização e os dados não poderão mais ser usados para personalizar sua experiência no Google."

Para excluir o histórico de busca da página inicial do Google e as gravações de voz: veja a seção "Exclusão de dados" do item Segurança e privacidade de dados em dispositivos que funcionam com o Assistente.

O Google define vários prazos de retenção de dados para diferentes tipos de dados: "Em alguns casos, em vez de fornecer uma forma de excluir dados, nós os armazenamos por um prazo predeterminado. Para cada tipo de dado, definimos prazos de retenção com base no motivo de sua coleta. Por exemplo, para garantir que nossos serviços sejam exibidos adequadamente em muitos tipos diferentes de dispositivos, podemos reter a largura e a altura do navegador por até 9 meses. Também tomamos medidas para anonimizar certos dados dentro de prazos definidos. Por exemplo, anonimizamos dados de publicidade nos registros do servidor, removendo parte do endereço IP após 9 meses e informações de cookies após 18 meses".

Qual é o histórico conhecido da empresa na proteção de dados dos usuários?

Precisa de melhorias

O Google recebeu inúmeras multas de autoridades europeias, americanas e coreanas nos últimos anos. A maior foi a multa de US$ 170 milhões do Procurador-Geral de Nova York por má administração do consentimento infantil. Os outros casos incluem a multa de US$ 100 milhões por violação da Lei de Privacidade de Informações Biométricas em Illinois, multa de US$ 71,8 milhões por má administração de consentimento na Coreia do Sul, multa de US$ 57 milhões por violação da GDPR na França, assim como outras multas de autoridades locais de proteção de dados da Irlanda, Itália e da Espanha.

Em 2022, o Google concordou com um acordo legal de quase US$392 milhões com 40 estados dos EUA "por acusações que levaram os usuários a pensar que haviam desativado o monitoramento de localização em suas configurações de conta, enquanto a empresa continuava coletando essas informações".

Em agosto de 2019, a empresa admitiu que parceiros que trabalhavam para analisar trechos de voz do Assistente vazaram trechos de voz de alguns usuários holandeses. Mais de 1.000 conversas particulares foram enviadas a uma agência de notícias belga, algumas das mensagens revelaram informações confidenciais, tais como condições médicas e endereços de clientes.

Em dezembro de 2018, um bug expôs os dados de 52,5 milhões de usuários do Google+.

O Boletim de Segurança do Nest contém informações sobre vulnerabilidades de segurança que antes afetavam os dispositivos Google Nest.

Informações de privacidade infantil

Você pode consultar o guia de privacidade do Google Family Link para adolescentes & crianças para obter informações para diferentes países e faixas etárias.

Você pode configurar a opção "Incluir voz e atividade de áudio" para seu filho. A opção "Incluir voz e atividade de áudio" sob a configuração de Atividade na internet e em aplicativos controla se as gravações de voz e áudio são armazenadas em sua Conta Google quando você usa sua voz para interagir com o Assistente. Esta opção está desligada por padrão ao criar uma conta Google, e não é necessária para usar o Assistente.

Se a opção "Incluir voz e atividade de áudio" de seu filho sob a configuração de Atividade na internet e em aplicativos estiver marcada, quando ele interagir com o Assistente em um dispositivo conectado, uma gravação de sua interação, mais alguns segundos prévios, poderá ser armazenada na conta dele. O Google usa essa atividade de voz e áudio salva para desenvolver e melhorar suas tecnologias de reconhecimento de áudio e os serviços do Google que as utilizam, como o Google Assistente. Se seu filho usa o Google Assistente com Voice Match e você ativou essa configuração de voz e atividade de áudio, o Google também pode processar temporariamente um modelo da voz de seu filho a partir de seu áudio salvo para desenvolver e melhorar as tecnologias de voz do Google e os serviços do Google que as utilizam.

Este produto pode ser usado offline?

Sim

Informações de privacidade fáceis de entender?

Sim

O Google disponibiliza uma página com informações de privacidade sobre o Nest.

Links para informações de privacidade

Este produto atende aos nossos padrões mínimos de segurança? informações

Sim

Criptografia

Sim

Utiliza criptografia em trânsito e em repouso.

Senha forte

Sim

Atualizações de segurança

Sim

Gerencia vulnerabilidades

Sim

O Google tem um programa de Recompensas de Segurança. Link: https://www.google.com/about/appsecurity/programs-home/

Política de privacidade

Sim

O produto usa inteligência artificial? informações

Sim

O Google publica artigos acadêmicos sobre sua pesquisa de IA (https://ai.google/) e disponibiliza várias ferramentas via código aberto.

Esta inteligência artificial não é confiável?

Não foi possível determinar

Que tipo de decisões a inteligência artificial faz sobre você ou por você?

O Google utiliza o processamento de linguagem natural para entender você e gerar respostas às suas solicitações.

A empresa é transparente sobre como funciona a inteligência artificial?

Sim

O usuário tem controle sobre os recursos da inteligência artificial?

Sim

*privacidade não incluída

Mergulhe mais fundo

  • 7 Google Assistant settings you should disable or adjust
    Digital Trends
  • Google Finally Lets You Turn off Targeted Ads Without Breaking Its Apps
    Gizmodo
  • All the Ways Google Is Coming Under Fire Over Privacy: QuickTake
    Bloomberg
  • Google Agrees to $392 Million Privacy Settlement With 40 States
    The New York Times
  • Google settles lawsuit with Illinois residents for $100M after photo app privacy concerns
    USA Today
  • Google, Meta fined $71.8M for violating privacy law in South Korea
    TechCrunch
  • France fines Google $57 million for European privacy rule breach
    Reuters
  • Google Is Fined $170 Million for Violating Children’s Privacy on YouTube
    The New York Times
  • Google and YouTube Will Pay Record $170 Million for Alleged Violations of Children’s Privacy Law
    Federal Trade Commission
  • Texas Sues Google for Collecting Biometric Data Without Consent
    The New York Times
  • Data privacy alert: Spanish DPA fines Google €10 million
    SC Media
  • Google Data Breaches: Full Timeline Through 2022
    Firewall Times
  • Alexa records you more often than you think
    Vox
  • Lawsuit claims Google knew its ‘Incognito mode’ doesn't protect users’ privacy
    The Washington Post
  • Google reverses decision to cut off third-party Nest access
    Input Magazine
  • Google promises improved privacy and five-years of updates for Nest devices
    Engadget
  • Google is sending a complicated privacy email to everyone — here’s what it means
    The Verge
  • How to Use Google Privacy Settings
    Consumer Reports
  • Is your Google Home or Nest secure? How to find and delete your private data
    CNET

Comentários

Tem um comentário a fazer? Nos diga.